Esporte NOTÍCIAS

quinta-feira, 2 de junho de 2011

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Santa Cecília do Pavão: uma cidade digital modelo

Confira texto da matéria de Carolina Chueire, Santa Cecília do Pavão é destaque em matéria do site da Rede de Participação Política do Sistema FIEP - Federação das Indústrias do Paraná.

Situada a 80 km de Londrina, município oferece internet sem fio gratuita a toda população e vem investindo na Educação

Este é mais um exemplo dentro da série de reportagens Cidade Digital, promovida pela Rede de Participação Política.

Projeto foi implantado, em 2005, com recursos federais e privado, através de uma emenda parlamentar do deputado federal Alex Canziani (PTB); Lei Municipal foi sancionada pelo prefeito Edmar dos Santos no ano passado (Foto: Divulgação/Prefeitura)

Com 51 anos de emancipação política e cerca de 4 mil habitantes, Santa Cecília do Pavão, localizada no norte pioneiro, é considerada uma das cidades digitais pioneiras no Paraná e referência nacional em se tratando de fomento à educação após a implantação do projeto que disponibiliza o sinal gratuito de internet para a população.
 
Além de contar com uma biblioteca digital, o município ainda possui um projeto que prevê a informatização dos órgãos públicos, instalação de um coreto digital na praça principal e a distribuição de computadores para professores e alunos da rede pública de ensino.
 
Diferente da maioria das localidades que a equipe de reportagem da Rede de Participação Política (RPP) apurou até o momento, dentro da série Cidade Digital, o projeto de Santa Cecília do Pavão foi implantado, em 2005, com recursos federais e privado, através de uma emenda parlamentar do deputado federal Alex Canziani (PTB), presidente da Frente Parlamentar da Educação na Câmara dos Deputados. No entanto, somente no ano passado é que a lei nº 601/2010 foi sancionada pelo prefeito Edmar dos Santos, instituindo, assim, o projeto "Santa Cecília do Pavão - Cidade Digital"
 
Segundo o prefeito Edimar Santos, foi criado na época um projeto piloto que atenderia as escolas da cidade com a internet. A prefeitura conseguiu vários parceiros, entre eles o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), órgão que desenvolve várias ações de inclusão digital, que doou vários computadores. "Inicialmente conseguimos 15 parceiros e com isso montamos as torres, que forneciam sinal de internet via rádio para alguns pontos: Casa da Criança, com 10 computadores; Biblioteca Municipal e Escola Municipal Cícero Rodrigues, cada uma com cinco computadores; e a Creche Municipal, com dois", diz o prefeito, acrescentando que a pretensão também era atender alunos em reforço escolar e contraturnos.
 
Como o sinal estava aberto na localidade, o prefeito conta que várias pessoas o utilizavam em suas casas. "A partir deste primeiro momento, vislumbramos então a possibilidade de abranger toda a cidade. Contratamos uma empresa para dar assessoria e aumentamos o número de torres, levantamos a altura dessas torres e hoje a cidade toda pega a internet via rede sem fio [wireless]", explica Santos. Segundo ele, antes da rede sem fio, a conexão utilizada pela população era a discada.
 
Atualmente, para manutenção a prefeitura do município gasta mensalmente R$ 2 mil para o fornecimento da internet wireless, cujo link contratado é de 4MB. "Como a cidade tem relevo irregular, colocamos quatro torres, que pega sinal em 100% do perímetro urbano", disse o prefeito. Para ter acesso, a população tem que ter um notebook ou computador com placa de wireless e possuir uma antena em sua casa. Quando clicar para se conectar na rede da prefeitura, o sistema indica qual torre está com o melhor sinal para o morador e para o acesso, é necessário efetuar um cadastro com CPF. Para isso, a pessoa deve estar com o documento ativo.Placa de referência à cidade digital (Foto: Carolina Chueire)
 
Educação

O prefeito afirmou que com o projeto Cidade Digital funcionando, Santa Cecília do Pavão, que antes tinha uma média de 130 computadores espalhados por comércios, escolas e residências, agora possui uma média de 1500. "Foi através do projeto Um Computador por Aluno (UCA) que conseguimos aumentar o número de computadores na cidade. Somos o único município do Paraná a ter o UCA Total, ou seja, todas as escolas de ensino fundamental e médio receberam um computador por aluno e professores", explicou. O programa UCA é uma iniciativa do Ministério da Educação (MEC).
 
Outra revolução para a pequena Santa Cecília do Pavão, destaca o prefeito, foi através de uma parceria com a Universidade Federal do Paraná (UFPR) e a Secretaria Estadual de Educação (SEED). Os professores foram treinados para o uso dos computadores em sala de aula. "É um desafio para todos nós, mas estamos felizes, pois vemos que é uma ferramenta pedagógica. E isso faz com que o aluno permaneça em sala de aula, aumentar freqüência, faça pesquisas e melhore as notas", afirmou. Além dos notebooks de alunos e professores, o prefeito estima que dos 1.300 domicílios na cidade, cerca de 750 computadores acessam a internet gratuita.
 
Vanita Soares é uma das moradoras que utiliza em sua residência a internet gratuita. "Faço faculdade de pedagogia à distância usando a internet da prefeitura. É uma boa oportunidade para estudarmos, fazermos pesquisas, trabalhos e também conversarmos com amigos e família", disse.
 
Obras
 
Inaugurada em abril, a cidade também conta com uma biblioteca digital, cujo orçamento final girou em torno de R$ 312 mil. A obra é fruto de uma parceria entre o governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Cultura e a prefeitura municipal de Santa Cecília. A Biblioteca Cidadã "Professora Maria Joana Carneiro" possui aproximadamente um acervo de dois mil livros, sala de reuniões (equipada com som e TV), um telecentro com computadores e sala de leitura.

Outra obra importante para a localidade é o "Coreto Digital", localizado na praça principal da cidade, em frente à igreja matriz. A obra, conhecida também como "Quiosque de Informações Turísticas", está em andamento e possui investimentos federais, vindos do Ministério do Turismo, no valor médio de R$ 100 mil. O projeto consiste em dois pavimentos: na parte superior serão instalados computadores para a população com acesso à internet gratuita, e no térreo será feito um museu e uma galeria de arte para exposição de artesanatos, pinturas, entre outros trabalhos manuais.
 
Coreto Digital vai abrigar ambiente com computadores para acesso da população, museu e uma galeria de arte para exposição de artesanatos, pinturas, entre outros trabalhos manuais. (Foto: Carolina Chueire)
 
"Queremos que Santa Cecília se torne conhecida no Brasil todo. Esse projeto Cidade Digital veio trazer desenvolvimento, cujo reflexo se dá no aumento do comércio, da tecnologia e da educação", concluiu Edimar Santos, prefeito de Santa Cecília do Pavão.

VEJA matéria no site www.fiepr.org.br/redeempresarial clique em notícias

Blog do Edimar Santos: IDEB dispara em Nova América da Colina

Blog do Edimar Santos: IDEB dispara em Nova América da Colina: "Em 2005, o município de Nova América da Colina, no norte do Paraná, que possui pouco mais de 3 mil habitantes, conquistou a nota 1.2 no Índi..."

LÍDER Vídeos | CURIÚVA e SCPAVÃO

Loading...

AS 10 + TOCADAS na LÍDER FM

AS 10 + TOCADAS na LÍDER FM

TÓP LÍDER

01 - Simone e Simaria - Loka - Part - Anitta
02 - Gusttavo Lima - Homem de Família
03 - Henrique & Juliano - Vidinha de Balada
04 - Wesley Safadão - Ninguém é de Ferro - Part - Marília Mendonça
05 - Marilia Mendonca - Eu Sei De Cor
06 - Felipe Araújo - A Mala é Falsa - Part - Henrique & Juliano
07 - Roberto Carlos - Chegaste - Part - Jennifer Lopez
08 - Michel Teló - O Mar Parou
09 - Gustavo Mioto - Impressionando os Anjos
10 - Maiara e Maraisa - Você Faz Falta Aqui
11 - Matheus e Kauan - Te Assumi Pro Brasil
12 - Luan Santana - Acordando o Prédio

Atualizado em 24 de Março de 2017