Esporte NOTÍCIAS

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Secretária da Saúde de SANTA CECÍLIA DO PAVÃO intensifica ação CONTRA A DENGUE


Agente: Alexandra Zezanoski
Sec. Saúde José Santana
Atendendo ao alerta do Ministério da Saúde sobre o alto risco de dengue no Paraná em 2011, a Prefeitura de Santa Cecília do Pavão, por meio dos Agentes da Vigilância Sanitária e Agentes Comunitários de Saúde, tem intensificado as ações de combate à Dengue em todo território do município. Os agentes de saúde vêm atuando em pontos estratégicos como sucatas, cemitério, e residências. O trabalho também conta com o apoio da Divisão de Limpeza Pública.
Em Santa Cecília do Pavão a dengue está controlada, mesmo assim o trabalho de combate vem sendo intensificado. É preciso que a população entenda que a DENGUE É UMA DONEÇA GRAVE E PODE MATAR.

A exemplo de 2010, a Secretaria de Saúde promoverá várias ações, com orientações, distribuição de panfletos informativos e mobilização do Dia “D”.

“A Secretaria Municipal de Saúde está fazendo a parte dela. Porém, o agente principal na luta contra a dengue é cada cidadão, pois o combate é feito em cada residência, com ações simples. Sem a colaboração da população, todas as ações são em vão. Diante disso, nossa dificuldade é a conscientização da população.” Comenta o Secretário Municipal de Saúde, José Santana Filho.

É fundamental conscientizar as pessoas de que combater o mosquito da dengue, além de responsabilidade dos órgãos governamentais, requer empenho de toda a sociedade, uma vez que o Aedes aegypti pode encontrar, em cada moradia e arredores, ambiente propício para sua proliferação.
A Doença
O QUE É DENGUE?
Dengue é uma doença infecciosa aguda e possui 4 sorotipos (DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4). É transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti infectado. Ocorre principalmente em áreas tropicais e subtropicais do mundo, inclusive no Brasil. As epidemias geralmente ocorrem no verão, durante ou imediatamente após períodos chuvosos.
O quadro clínico é amplo, apresentando desde uma síndrome febril inespecífica até quadros graves como hemorragia, choque e às vezes óbito.
É uma doença de notificação compulsória e sua forma grave é de notificação IMEDIATA.
A forma clínica clássica é conhecida como dengue clássica ou febre da dengue e a forma grave, febre hemorrágica da dengue.
Dengue clássica:
Febre alta com duração de 2 a 7 dias
Dor de cabeça
Dor no corpo e nas juntas
Dor atrás dos olhos
Manchas vermelhas pelo corpo
Para quem tem diagnóstico de dengue, deve ficar atento ao surgimento dos sintomas abaixo.
Procure imediatamente um médico em qualquer uma das situações abaixo:
Dores na barriga fortes e contínuas
Vômitos persistentes
Sangramento pelo nariz, boca e gengivas
Sede excessiva e boca seca
Desse modo, algumas medidas elementares podem ser tomadas individual e coletivamente para auxiliar na erradicação do Aedes aegypti:
* Vasos de flores ou plantas - a vasilha que fica sob o vaso para recolher a água excedente deve ser mantida seca. Uma boa medida é enchê-la com areia até a borda. A água dos vasos com flores deve ser trocada a cada 2 ou 3 dias;
* Pneus velhos - devem ser furados para eliminar a água que eventualmente se acumule, guardados em lugar coberto ou jogados fora;
* Caixas d'água - devem ser lavadas periodicamente e tampadas durante todo o tempo;
* Piscinas - o cloro da água das piscinas deve estar sempre no nível adequado;
* Garrafas vazias - devem ser guardadas de cabeça para baixo, em lugares cobertos e as tampas jogadas fora em sacos de lixo;
* Recipientes descartáveis (copos, pratos, travessas, etc.) - devem ser colocados em sacos de lixo para serem recolhidos pelos lixeiros;
* Lixo - nunca deve ser jogado em terrenos baldios, ou nas ruas e calçadas. Além disso, as latas de lixo devem estar sempre tampadas e limpas;
* Bebedouros de animais - precisam ser lavados e a água trocada sistematicamente;
* Depósitos de água - quaisquer que sejam os tipos e a finalidade a que se destinam, se não for possível prescindir deles, devem ser mantidos limpos e tampados com segurança;
* Bromélias - algumas plantas armazenam água entre suas folhas e podem tornar-se eventuais criadouros dos mosquitos. Entre elas, destacam-se as bromélias cujo cultivo é comum nos jardins e residências. Eliminá-las não resolveria o problema da dengue e poderia afetar o equilíbrio ecológico.
Como é quase impossível retirar totalmente o grande volume de água que se embrenha pelas folhas, a solução é diluir uma colher de sopa de água sanitária em 1 litro de água limpa e regá-las duas vezes por semana. Esse mesmo preparado pode servir para inibir a formação de criadouros nos vasos de flores ou plantas com água.

Nenhum comentário:

LÍDER Vídeos | CURIÚVA e SCPAVÃO

Loading...

AS 10 + TOCADAS na LÍDER FM

AS 10 + TOCADAS na LÍDER FM

TÓP LÍDER

01 - Simone e Simaria - Loka - Part - Anitta
02 - Gusttavo Lima - Homem de Família
03 - Henrique & Juliano - Vidinha de Balada
04 - Wesley Safadão - Ninguém é de Ferro - Part - Marília Mendonça
05 - Marilia Mendonca - Eu Sei De Cor
06 - Felipe Araújo - A Mala é Falsa - Part - Henrique & Juliano
07 - Roberto Carlos - Chegaste - Part - Jennifer Lopez
08 - Michel Teló - O Mar Parou
09 - Gustavo Mioto - Impressionando os Anjos
10 - Maiara e Maraisa - Você Faz Falta Aqui
11 - Matheus e Kauan - Te Assumi Pro Brasil
12 - Luan Santana - Acordando o Prédio

Atualizado em 24 de Março de 2017