Esporte NOTÍCIAS

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Assai recebe equipamentos do Telessaúde em Londrina

As unidades básicas de saúde de Londrina e de mais 20 municípios da região Norte contam, a partir de agora, com um novo reforço: o Telessaúde Paraná Redes. O governador Beto Richa lançou o programa para a região nesta quinta-feira (16), em Londrina, no mesmo ato em que repassou recursos para a clínica odontológica da Universidade Estadual de Londrina e autorizou as obras de reconstrução do Cine Teatro Ouro Verde.

O Telessaúde leva tecnologia de comunicação às unidades básicas de saúde, nos municípios. Por meio de modernos equipamentos de conexão e imagem, os médicos que atendem nessas unidades podem tirar dúvidas sobre casos clínicos, inclusive com chamadas em tempo real. Dentistas, fisioterapeutas, enfermeiros e outros profissionais também podem utilizar o sistema. Os equipamentos foram repassados aos municípios durante o lançamento do programa na região.

“Estamos usando tecnologia para dar mais qualidade ao atendimento e mais segurança à população atendida pelo sistema de saúde no Estado”, afirmou o governador. “É a modernização do atendimento nas unidades de saúde, em uma grande parceria com os municípios, contribuindo com os profissionais que precisam de uma segunda opinião de especialista e para com a população, que terá atendimento mais qualificado”, disse Richa. Além de Londrina, já foram repassados equipamentos para os municípios da região Noroeste, para a Grande Curitiba e para a região dos Campos Gerais. Até o final deste mês será feito o repasse para as demais regionais da saúde.

“É um programa muito importante, principalmente para os pequenos municípios, que muitas vezes não têm condições de contratar médico especialista e, com isso, os pacientes precisam se deslocar para outros centros”, afirmou o prefeito de Assaí, Luiz Alberto Vicente.

UNIVERSIDADES - O Programa Telessaúde é uma parceria da Secretaria da Saúde do Paraná com o Ministério da Saúde e as Universidades Estaduais de Londrina (UEL), Maringá (UEM) e De Cascavel (Unioeste) e a Universidade Federal do Paraná. As universidades comporão quatro núcleos técnico-científicos para oferecer a teleconsultoria, segunda opinião formativa e telediagnóstico, por meio do uso da tecnologia de informação. Para os municípios da região Norte, a referência para os médicos das unidades de saúde será a UEL.

Nesta primeira fase, 269 municípios paranaenses participam do programa. Serão instalados 482 pontos do Telessaúde, que incluem computadores, webcams, impressoras, microfones e fones de ouvido, câmeras fotográficas convencionais e intraorais e outros aparelhos médicos e de informática. Também foram adquiridos 90 eletrocardiógrafos para reforçar a estrutura de unidades que não contavam com o equipamento de diagnóstico. Os demais municípios poderão ser atendidos na segunda fase do programa.

Os equipamentos foram adquiridos com recursos federais e do Governo do Estado. O investimento total é de R$ 3,5 milhões. Além disso, o Estado destinará recursos de custeio dos núcleos do Telessaúde nas universidades no valor de R$ 1,1 milhão.

CLÍNICA ODONTOLÓGICA - Na mesma solenidade, o governador Beto Richa formalizou convênio com a Universidade Estadual de Londrina (UEL) para a implementação de infraestrutura e aquisição de equipamentos para a clínica odontológica da instituição. Serão investidos R$ 8,5 milhões, por meio das secretarias da Saúde e da Ciência e Tecnologia, para operacionalizar a atividade no prédio construído no campus universitário da UEL. “Estamos atendendo a uma reivindicação da Universidade, de dotar a entidade de uma clínica a altura das expectativas dos alunos, professores e da comunidade”, afirmou o governador.

O secretário estadual da Ciência Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, ressaltou a importância da iniciativa. “Além de fundamental para o processo de formação de novos profissionais e para pesquisas na área, a clínica odontológica da UEL tem também forte aspecto social, pois atende a população de baixa renda de Londrina e da região”, afirmou.

A reitora da UEL, Nádina Moreno disse que o curso sempre funcionou em prédios adaptados e que, pela primeira vez, a clínica estará dentro do campus da universidade, com condições adequadas e apropriadas para as atividades do curso de odontologia. Em 2014, a universidade irá receber cerca de R$ 41 milhões em investimentos. Além da clínica odontológica e da reconstrução do Cine Teatro Ouro Verde (R$ 12,6 milhões), está incluído no montante, os recursos a construção de uma nova maternidade para o Hospital Regional.

“É o maior investimento da historia da UEL”, disse o secretário Carlos Gomes. Ele destacou que o Paraná é o segundo estado que mais investe em ensino superior e ciência e tecnologia. “Temos cerca de 85 mil alunos no ensino superior publico do Paraná e o Governo tem feito tudo para contribuir com a formação dos nossos jovens”, afirmou ele.

A primeira etapa do projeto da clínica odontológica prevê o aproveitamento de 4,6 mil metros quadrados, compreendendo três ambulatórios principais com 34 conjuntos odontológicos, centro de esterilização, serviços de radiodiagnóstico, arquivo e vestiário. Futuramente os demais serviços passarão para o novo espaço

Nenhum comentário:

LÍDER Vídeos | CURIÚVA e SCPAVÃO

Loading...

AS 10 + TOCADAS na LÍDER FM

AS 10 + TOCADAS na LÍDER FM
1 - Sapequinha - Eduardo Costa
2 - Aquele 1% - Marcos & Belutti part. Wesley Safadão
3 - Isso cê num conta (Nova versão) - Bruno & Marrone
4 - Escreve aí (Ao vivo) - Luan Santana
5 - Dez minutos longe de você - Victor & Leo part. Henrique & Juliano
6 - Bem feito - Thaeme & Thiago
7 - Deixa ele sofrer - Anitta
8 - Quando Deus quer - Lucas Lucco
9 - Senha do celular (Ao vivo) - Henrique & Diego
10 - O defensor - Zezé di Camargo & Luciano
11 - Que sorte a nossa (Ao Vivo) - Matheus & Kauan
12 - Mudando de assunto (Ao vivo) - Henrique & Juliano

Atualizado em 19 de Setembro de 2015